COMUNICADO

GENTE QUERIDA

MUITAS AMIGS NÃO ESTÃO CONSEGUINDO COLOCAR SEUS COMENTÁROS AQUI NO MEU CANTINHO.

ALGUMAS DISSERAM QUE CONSEGUIRAM COMENTAR COM O MOZILA...TENTE TAMBEM...QUEM SABE DÁ CERTO

BEIJINHOS

AMO VOCES!

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

MOÍNHO DE PEDRA


Do outro lado da estradinha, enfrente ao mnjolo existia o moinho de pedra , nós falávamos "munho de pedra"...era uma casinha pequena a portinha azul e duas janelinhas azuis tambem. Embaixo da casinha tinha uma roda d'água, mais ou menos assim
a água girava a roda, que por sua vez fazia a pedra do moinho girar, a pedra chama-se mó.
Tio Jessé era o responsável pelo moinho, ele trabalhava horas ali
Colocava o milho nesta caixa de madeira, os grãozinhos iam caindo devargarzinho, poucos grãos, e a pedra girando ia moendo o milho e transformando em um fubá fininho, amarelinho.
As pessoas dos sítios e fazendas vizinhas, traziam o milho em sacos branquinhos para fazer a troca.Tio Jessé usava uma latinha de óleo quadradinha para medir o milho, dez litros de milho, dez litros de fubá...e nós ficávamos ali "ajudando"...enquanto moía os grãos amarelinhos ele nos contava histórias, ou pela janelinha ralhava conosco ao nos ver dentro do rêgo d'agua  que levava à bica do monjolo..
Ninguém nunca chamou minha avó de vó, ou meu avô, de vô...sempre foi Mãe Cota e Pai Ike, tínhamos uma prima que sempre trazia o milho para trocar, e ela falava mole, cantado- Maaaãe Coooota, já tem fu báaááá´...e nós despencávamos em risada...minha avó ficava brava conosco, mas ria da gente , escondido.
Do fubá fininho faziam-se todo tipo de quitandas,mas a que eu mais gostava, e gosto, é o pau-a-pique
uma espécie de broa de fubá que é assada na folha de bananeira, às vezes coloca-se amendoim torrado e moído na massa...fica delicioso com um cafézinho!
O tempo foi passando, o progresso foi chegando no nosso lugar, as pessoas acham mais fácil comprar o fubá já embaladinho, mas ainda encontramos por aqui moínhos como este, e a troca do milho por fubá ainda é feita.
                             beijinhos
Tina

12 comentários:

  1. CRIS COM ARTE E MANHA6 de janeiro de 2011 03:55

    AMIGAAAA, QUE VONTADE DE COMER ESSE PAU-A-PIQUE!!!! EU JÁ TINHA VISTO ALGUNS MOÍNHOS, MAS NÃO IGUAL A ESSE, LINDOOOO... QUE BOM SABER QUE AÍ PELAS MINAS AINDA TEM GENTE SENSÍVEL QUE MANTÉM ESSA TRADIÇÃO DA TROCA , ISSO TEM SE TORNADO TÃO RARO. BEIJIN NO SEU CORAÇÃO.

    ResponderExcluir
  2. Oi Tina,
    que delícia sua broa de fubá!!!!
    Aqui em BH compro um fubá que vem da roça e de moinho!!!
    Fica tudo mais gostoso!!!!
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Que vontade de comer um pedaçinho! Sou da cidade grande, mas conheço bem o fubá de moinho d'água.E sei como são apetitosos ospratos feitos com esse fubá. Será que esse pau-a-pique é o mesmo joão-deitado?

    ResponderExcluir
  4. Gosto muito das fotos do seu cantinho da roça e seu blog . Pois não podia de deixar de dizer que na minha terra também já existiram moinhos como o seu, mas infelizmente hoje não existe nada, esta tudo abandonado até as mós desapareceram.
    Um abraço
    Lurdes Lopes

    ResponderExcluir
  5. Ah Dna Tina....voce nos deixou com agua na boca.... quero comer este quitute...que cara boa, com cafezinho então....que tristeza...to longe...se não ia ai...
    bjokas

    ResponderExcluir
  6. Tina morro de medo de certos insetos.
    Bom, ainda ganho fubá de moinho vindo de Crucilandia.Farinha torrada...ai, com café!
    Coisas que podem ficar difícil de se ver com toda as tecnologias mas ainda assim existem delícias em interiores que matam nossa saudade.

    ResponderExcluir
  7. Oi Tina,
    Isto que é vida!!!!rsrsrs...
    Amo tudo que que feito com fubá.
    Que delicia!
    O Hotel fazenda que eu fui é muito lindo, mas eu não tirei muitas fotos porque estava chovendo.
    Beijos e obrigada

    ResponderExcluir
  8. Hoje entrei neste cantinho e por momentos pensei que estava a entrar em qualquer moínho da minha terra. Em Forninhos, também em tempos existiram moinhos movidos a água, mas hoje nada existe, está tudo abandonado e nem sinal das mós. Neste último ano tive o privilégio de participar em 2 Caminhadas na natureza, em 2 aldeias vizinhas. Ainda foi possível, em ambos, ver o moínho a moer.

    Beijo *.* e 1 bom fim-de-semana

    ResponderExcluir
  9. TEM UM SELINHO PARA VOCÊ NO MEU BLOG.

    ResponderExcluir
  10. Menina, encontrei teu blog por acaso.Mas que maravilha.Que assuntos e imagens bacanas.Amei.E as receitas, maravilhas.Dá uma vontade de morar em fazendas...
    Parabéns.Que vontade de comer seu bolo,Tina...Um beijo
    Ivanea
    www.liriosdosprados3.multiply.com

    ResponderExcluir
  11. eu tenho um moinho que está abandonado...acho que vou recuperá-lo...saudade do vô Calazans...

    ResponderExcluir
  12. Que cantinho maravilhoso minha amiga
    Vou ficar por aqui e ver com calma todas as suas postagens

    Um beijo grande
    Andrea
    Blo http://andreaarteva@hotmail.com

    ResponderExcluir

fico muito feliz com seu comentário
Obrigada por participar